Em Entroncamento, o desejo da natureza que une Luciana Magno, Paula Juchem e Pedro David - Janaina Torres

São Paulo Brasil

Em Entroncamento, o desejo da natureza que une Luciana Magno, Paula Juchem e Pedro David

1 de agosto de 2023 | 18:45
Paula Juchem, Palaia 03 e Vespeiros, 2023, cerâmica / Foto Ruy Teixeira Paula Juchem, Palaia 03 e Vespeiros, 2023, cerâmica / Foto Ruy Teixeira

Três artistas, que trilham poéticas instigantes e singulares, cruzam-se em um determinado ponto no tempo e no espaço, a partir de um elemento comum: o desejo da natureza e a vontade de compreendê-la, sabedores que não há cisão possível entre nós e ela.

Essa é Entroncamento, coletiva de trabalhos de Luciana Magno, Paula Juchem e Pedro David, com curadoria de Agnaldo Farias, que a Galeria Janaina Torres inaugura no sábado, 05 de agosto, em São Paulo.

Pedro David, fotografias da série  Esqueletos, 2023 Pedro David, fotografias da série Esqueletos, 2023

Entre fotografias, esculturas, desenhos, pinturas e vídeos, Entroncamento trata de poéticas que, vindas de territórios particulares, abarcam o mesmo solo, ao se encontrar.

Luciana Magno, em Uruku, performance registrada em pintura e vídeo, equilibra-se em um tecido acrobático e, de cabeça para baixo, utiliza os longos cabelos para tingir com o vermelho sanguíneo um tecido estendido no chão  – “devolvendo à terra o que dela foi tirado”, como pontua Agnaldo.

Luciana Magno, Uatumã, 2023, pigmento mineral sob papel de algodão Luciana Magno, Uatumã, 2023, pigmento mineral sob papel de algodão

Paula Juchem, nas séries Vespeiro e Palaia, burila formas com a terra e o fogo, empilhadas, enxameadas, “explorando a plasticidade da argila até onde for possível sua aliança entre mãos e imaginação”. Inventa, assim, formas orgânicas sugeridas, que poderiam resultar de expansões secretas da natureza, criando organismos possíveis.

Paula Juchem, Palaia 03, 2023 cerâmica 30x14cm / Foto Ruy Teixeira Paula Juchem, Palaia 03, 2023 cerâmica 30x14cm / Foto Ruy Teixeira

Já o mineiro Pedro David trata da quebra de um pacto, entre nós e nosso entorno, em imagens de folhagens e cogumelos, prestes, em sua organicidade, a desaparecer. Assim, em Esqueletos e Carimbos de Esporos, coleciona e imprime fragmentos da natureza, aproximando-os das pinturas realizadas nas paredes das cavernas.

Encontram-se, enfim, no espaço da Arte, “assim como duas, três ou mais rotas -férreas, rodoviárias, navais, aéreas, subterrâneas- se cruzam em algum ponto, interceptam-se, roçam-se, trocando feromônios para depois se despedir rumos aos seus destinos; assim como o tronco de uma árvore carrega em seu interior latências distintas, que só mais tarde ficarão evidentes nas direções e alturas com que os galhos se abrem ao ar”, escreve Agnaldo Farias.

Entroncamento – Luciana Magno, Paula Juchem e Pedro David
Curadoria Agnaldo Farias
Abertura 05/08, 14h às 17h
Até 07/10

Leia Também
EXPOSIÇÕES & VIEWING ROOMS

HamacaS

Liene Bosquê

Guilherme Santos da Silva

PRA VELA NÃO SE APAGAR

ENTES

As Maneiras Plurais de Existir

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Aceitar